segunda-feira, dezembro 19, 2005

VIAGEM AO MUNDO MÁGICO


Apetecia-me silenciar as palavras e trocá-las por sonoros aplausos entoados a compasso, porque é de aplausos que vive um circo, e de gargalhadas cristalinas e olhinhos esbugalhados e embriagados de êxtase e admiração, enquanto um crescente nervoso miúdinho nos toma de assalto e o suspense baloiça perigosamente sobre a rede de um trapézio. Mas é com palavras que eu melhor sei expressar-me, é nelas que crío asas e me sinto parte de um mundo que construo a meu bel-prazer, por vezes dramático, outras mágico como uma tarde de dezembro no Circo Victor Hugo Cardinali, que me levou de volta a uma infância já esquecida, quando ainda não pensava, apenas sonhava e todos os sonhos eram permitidos.

2 comentários:

Teixeira disse...

Espero que saibas que existe algo chamado mail, por onde podes enviar fotos. Agradeço que sempre que tenhas fotos do meu filho,me envies,ou me digas alguma coisa. Obrigado.

Paulo Tadeu disse...

Olá, gostei desse teu comentário, sobre a infância, e de todos os sonhos serem permitidos. Infelizmente, depois crescemos, e somos confrontados com a dura realidade do dia a dia.
Mas é sempre bom sonhar.
Um abraço.