terça-feira, setembro 05, 2006

PARABÉNS!


Não quero deixar de endereçar através desta página, os meus mais sinceros votos de felicidades ao meu irmão, neste dia, que, por estar a trabalhar e longe do filho mais velho, não poderá ser como certamente o desejaria, consequências de uma vida quase sempre madrasta para aqueles que merecem tudo de bom. Todavia, mesmo os revezes têm o seu lado positivo, ao fortalecer-nos o carácter, o espírito de perseverança que nos leva a reerguermo-nos das cinzas de cada vez que tocamos o fundo e que nos faz descobrir aqueles que continuam ao nosso lado quando os "ratos" já abandonaram o navio. É neles que devemos apostar, nos que nos apoiam nos momentos mais complicados e especialmente naqueles, para quem a vida se ganha num sorriso dos pais, no amor que por vezes julgamos já não ter para dar e damos, tantas vezes como no poema do palhaço que faz rir com vontade de chorar. Lembras-te de como o pai gostava desse poema? É isso a vida, nunca nos darmos por perdidos, sorrir diante das adversidades, perder a batalha mas nunca a guerra, porque todos os dias a vida se recria do nascer ao pôr do sol, todos os dias há algo que morre e nasce, desilusões e esperanças que se renovam, porque enquanto houver um amanhã existirá sempre uma nova hipótese de ser feliz e fazer os outros felizes. Ruben Braga disse um dia: "No fim dá tudo certo. Se ainda não deu é porque ainda não chegou ao fim. " Parabéns, mano!

2 comentários:

lumadian disse...

Obrigado mano!

paulo tadeu disse...

Gostei muito das palavras que dedicaste ao teu irmão. Realmente é pena ele não poder estar livre neste dia mas enfim, isto é assim mesmo. Aqui fica um grande abraço para ele e outro para ti.