domingo, março 08, 2009

PORQUE HOJE É DOMINGO!...


Claro que não vou especificar aqui todas as razões que tenho para ser contra um dia consagrado à mulher, já que corria o risco de ser mal-interpretado e, desde já, perder toda e qualquer esperança em relação a um hipotético futuro relacionamento com o sexo oposto. Oposto, não fraco, já que se fossem os homens a engravidar e a terem de aguentar com a menstruação, há muito que a espécie humana estava extinta. Mais a sério, esta minha tomada de posição - que não é sinónimo de inveja, só porque as mulheres têm um dia para elas - já me valeu ser censurado num outro blogue, por exprimir a minha opinião. Será que as mulheres, que todos os dias "gritam" bem alto pela igualdade de direitos, não se aperceberam ainda da desigualdade que é terem um dia a elas dedicado? É, para mim, como se tivesse de haver uma ocasião especial para nos lembrarmos delas, como o Natal, os pais ou os avós. Nós, homens, não temos essas "frescuras". Todos os dias são Dia do Homem. Aliás, o Dia da Mulher tem um conotativo machista, como se a elas fosse concedida tão especial graça. Sim, vamos dar-vos um dia, pois então! Nesse dia poderão descansar que nós, homens, trataremos de tudo. Sim, um dia num ano, nada mais justo. Não terá sido certamente assim, mas bem poderia este dia ter sido gerado da cabeça de um homem, no intuito de, desconsiderando a condição feminina, subestimando a sua capacidade intelectual e desprezando os seus direitos de igualdade receber uma noite inesquecível somente em troca de um ramo de flores e um jantar à luz das velas. Mulheres, vocês valorizam-se tão pouco? E a partir da meia noite? Sim, é o regresso às panelas, às fraldas dos filhos, ao balde e à esfregona, em troca de quê? Suspirando para que o tempo passe mais depressa? Porque nos outros 364 dias, muitos desses homens que hoje se mostraram delicados, perfeitos cavalheiros, não vos trarão flores, não vos levarão a jantar fora. Porque para muitas das mulheres, esses dias, semanas, meses que faltam até ao próximo ano, apenas servirão para fazerem parte da estatística das mulheres vítimas de violência e de maus tratos familiares, que infelizmente ainda abundam neste país dito democrático e emancipado. Para mim, que respeito as mulheres, os velhos e as crianças, como seres humanos que são, o Dia da Mulher são todos os dias, não apenas hoje. E qualquer dia, qualquer motivo é bom para oferecer um agrado, um presente, um jantar mais especial. Será isso errado ou censurável?

3 comentários:

Johanna disse...

É verdade, não deixa de ser um dia sexista, machista ou feminista, conforme a perspectiva... enfim é daquelas coisas para fomentar o comércio...mas por isso mesmo... não canso a minha beleza a pensar muito nisso!

Johanna disse...

Mas queres ficar tu com rugas????
Força! "Cota"! Lolololol

Não sejas forreta! Dá lá um beijinho especial!!! ;)
Ou melhor um Perfume francês! Eu mando-te por mail, tá migo?

Ângela Jorge disse...

O Dia da Mulher é sempre o Dia da Mulher,é para ser comemorado, já que nos outros dias temos de lavar, passar, cozinhar,etc... LOL Beijocas Grandes para ti Miguel