segunda-feira, novembro 19, 2007

INVERNO DE MIM

Se é verdade que o Tempo é capaz de alterar o nosso estado de espírito, fazendo-nos sentir mais alegres ou tristes conforme faça chuva ou Sol, parece-me que a nossa alegria ou tristeza tem também o condão de alterar o Tempo, que desde ontem tem vindo a tornar-se gradualmente sombrio, até à chuva e trovoadas que têm marcado este dia. Sinto-me especial, como diria o José, tão especial ao ponto de São Pedro me dedicar o dia de hoje, como quem faz uma banda sonora para qualquer filme. A minha música é a da chuva caíndo sobre o ladrilho dos passeios, das gotas de água deslizando pelas janelas ou sobre as chapas do meu quintal, onde a humidade invade o chão e os muros envelhecidos pela erosão da idade. A minha música é ainda a da força dos trovões como um rufar de tambores anunciando tragédia e medo pelo desconhecido. Lágrimas e dor são minha chuva e trovoada, que eu tento disfarçar com o mesmo humor com que um palhaço apresenta o seu número no dia em que a tragédia lhe bateu à porta. A Vida é um espectáculo que não deve parar. É por isso que, apesar do temporal de hoje, o Sol voltará a sorrir. É essa a magia da vida, capaz de dar-nos momentos de infíma alegria ou de profunda tristeza, em momentos tão inesperados ou tão próximos, como dias, horas ou segundos. Sei que depois de cada tempestade virá uma nova bonança, mas os estragos causados pela chuva intensa serão certamente difíceis, ou mesmo impossíveis de apagar.

1 comentário:

Pontapé canhão disse...

O caminho é em frente. E quando uma semente tem que nascer, perfura a terra, ainda que com dificuldade, mas brota e cresce, sempre na direcção da luz.
Também os animais, nas suas migrações, não se compadecem com as ervas no caminho. Nem o tempo volta para trás. Se não aproveitamos o presente, ele passa por nós. Às vezes temos que ser um bocado egoístas e olhar por nós primeiro, para que possamos atingir um patamar mínimo de realização e felicidade que nos permita evoluir como pessoas e, claro, poder tornar também os outros mais felizes.

Grande abraço