domingo, janeiro 28, 2007

EU, COMI CAROLINA


O recente livro de Carolina Salgado não poderia

passar despercebido à editora nortenha

Calotes&Comadres. Num acto de justiça editorial, a

empresa de Cedofeita lançará, um dia destes, o

livro-resposta: "Eu comi Carolina". Escrito segundo

uma lógica de crónica, o livro relata as histórias

amorosas e perversas entre a senhora e 54

membros da claque do FCP. Pormenores sórdidos

de como uma claque pura e jovem é,

repetidamente, violentada pela então companheira de Pinto da Costa. "O tom do livro roça a

brejeirice e a bufice mas esses são os ingredientes que se identificam com o público-alvo:

nortistas, arrumadores de carros, trolhas, empregados do Mercado do Bulhão e reformados",

disse-nos Fortunato da Ribeira, dono da Calotes&Comadres. "Pretendemos ser o segundo texto

mais lido em 2006 pelos reformados portuenses.

Pretendemos estar entre a revista Gina, que ficará quase de certeza em primeiro, e Eu, Carolina.

Como vêm o objectivo até que é irónico pois pretendemos ficar em cima da Carolina, ah ah ah",

gracejou o editor. Mas, enganem-se quem espera que o livro seja mais um grande exemplar da

literatura portuguesa como aqueles que nos tem habituado a casa nortenha. "O livro é para

competir. Em jeito de teaser deixem-me até adiantar-vos em primeira-mão, que a posição

sexual preferida da Carolina é a posição de Hooligan, seguida de uma cigarrada para afastar as

réstias da performance aerofágica que ela não perdoa após aquele acto olímpico", confidenciou-

nos Fortunado da Riberia. E para quem não é dado a modernices, nem vê muito a TVI, a posição

de hooligan envolve quase sempre, e para ser bem praticada, uma rede separadora, uma

senhora encostada e uma claque do FCP perfilada para lhe apoiar no grito de guerra. Ora aqui

está mais uma bela prenda de Natal. Jamais, em tempo algum, um " portista " leu tantas

palavras seguidas como neste Natal de 2006.

Bem hajam os novos escritores portugueses e bem hajam as políticas de mobilidade deste

governo. Hoje uma prostituta, amanhã amante de um dirigente de futebol e mais tarde, quem

sabe, uma escritora de um best-seller (uma besta-seller, tal como a profissão pede).

(retirado de www.facciosos.blogspot.com)

2 comentários:

Anónimo disse...

O facto de incluirem estas cenas nos blogs é que dá visibilidade a estas merdas. Futilidades de um povo que ocupa o seu tempo a pensar em futebóis (não interpretes mal, eu gosto de futebol) e suas intrigas e meandros obscuros e totalmente desprovidos de interesse.

Grande abraço, continua o teu trabalho

pandora disse...

Este blog não dá a essas intrigas a importância que na verdade não têm, antes serve-se delas como forma de fazer humor, de tirar sempre o melhor, até do que parece não ter um lado positivo. Por isso existe um lado B para tudo. Obrigado, todavia, pelas palavras e pela visita.