sábado, novembro 06, 2010

O PRIMEIRO BEIJO (de Fabricio Carpinejar)

Beija-se pelo primeiro beijo, mas o primeiro beijo não existe. Não há como dizer como foi o primeiro beijo se o beijo não se contenta em acabar. O primeiro beijo é tão-somente a fome do segundo, o desejo da sequência. Já se está no terceiro beijo enquanto se pensa no primeiro. Já se está no quarto beijo, no quinto beijo e o primeiro beijo não terminou. Já se está no sexto beijo, no sétimo beijo, e o primeiro beijo nem começou. O beijo é sempre o primeiro beijo, mesmo que seja o último. O primeiro beijo não é pedido. O primeiro beijo é roubar um beijo roubado, beijar o roubo do beijo. O primeiro beijo não é o beijo de delação, é o beijo dos cuidados, o beijo em que a própria boca enfim redime seu gosto de infância. O primeiro beijo é o gomo de um rio, o gomo verde de um rio. O primeiro beijo tem uma raiva suave, é um desaforo de ternura. Quando o grito pede para sair e fica. O primeiro beijo é alisar a fruta na lã, dar uma volta na quadra da semente e não arrancar o sumo. O primeiro beijo demora para sarar, depende de outros beijos. O primeiro beijo tem o mesmo sangue que corre nos olhos. O primeiro beijo é indeciso, sopra e não sela. Abre cartas e não fecha. Só respiração, sem dentes. O primeiro beijo não morde, não raspa, não modifica a madeira, pousa como esponja, repousa de pé. O primeiro beijo anda para trás para retomar o livro. O primeiro beijo perde a contagem de beijos. O primeiro beijo é ganhar uma voz sem perder a que havia. O primeiro beijo muda de timbre a lembrança, é o marcador de página dos beijos. O primeiro beijo é uma distracção das mãos.

Enquanto se beija não se percebe que se beija, é como estender o braço com a língua. O primeiro beijo escapou e ninguém viu, voltou e ninguém notou. É passear fora do corpo e estranhar as pernas. O primeiro beijo é mais íntimo do que qualquer nudez. O primeiro beijo é a nudez perdoada. O primeiro beijo é segurar o pescoço como uma janela. O primeiro beijo é o rosto que se beija dentro dos lábios. O primeiro beijo é dormir entre os dedos. O primeiro beijo vai beijando a memória enquanto se esquece. O primeiro beijo é nunca mais se distanciar do primeiro beijo. O primeiro beijo é uma despedida que não se acredita. Um início que se duvida. Depois do primeiro beijo, todo o beijo será o primeiro.

19 comentários:

Sus disse...

Apenas numa palavra: Belissimo!

Sonhadora disse...

Meu querido

Simplesmente belo...leva-nos ao principio.Adorei.

beijinhos
Sonhadora

maria moura disse...

Que romantico, Miguel, atá dá vontade de querer viver sempre em paixão eterna!

bj
Maria Moura

Sam Seaborn disse...

Claramente nestes últimos dias parece se ter transformado no blogue do beijo… just kidding, um grande texto, eventualmente a nos recordar que não só o primeiros mas todos podem ser grandes momentos na nossa vida onde o afecto faz cada vez mais parte do nosso equilibro.

Uma grande semana para ti

Kimbanda disse...

Miguel,

Belo texto este dos afectos.
Tudo recomeça num novo beijo, se reinventa, por que cada momento é único.

Kandandos

Há.dias.assim disse...

Muito, muito bonito!

Regina Rozenbaum disse...

Miguelito, duplo anjo, amado!
DILÍCIA (como dizemos por aqui)...LINDO por dimaiiissss. Fui lendo e absorvendo cada palavra- beijo!
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Curiosa disse...

Que lindo, Miguel ....
realmente, o primeiro beijo é da máxima importância, diz se a 'coisa' vaiou não vai ...
rsrs
beijos pra vc, querido ...

Fê-blue bird disse...

Amigo Miguel:
Uma sequência de beijos magistral. Parabéns, pelo primeiro, segundo e demais beijos que hoje beijei aqui.

Beijinhos ;-)

pinguim disse...

Não tinha lido este texto quando comentei o anterior.
Agora reparo que concordas inteiramente comigo.

Margarida Fernandes disse...

Adorei o texto.

Fiquei foi tonta...com tanto beijo :-))))

Fica aqui um beijinho e votos de bom fim-de-semana

Salete Cattae disse...

"O primeiro beijo é dormir entre os dedos." Lindo demais isso.

beijos

Ângela Jorge disse...

Sem dúvida é fantástico...lindo

mjoaob disse...

lindo!
:)*

ThreeTense disse...

Absolutelly!

Curiosa disse...

beijos, querido ...

Kimbanda disse...

KAndandos Miguel

FlorAlpina disse...

Olá Miguel,
Não o primeiro, nem por certo o último... Deixo-te apenas mais beijo e os parabéns por mais um belo e envolvente texto!


+ 1 beijo dos Alpes

rouxinol de Bernardim disse...

Há sempre um primeiro beijo em tudo...

Mesmo o virtual...

1 bj