quarta-feira, outubro 06, 2010

AMANHÃ

Teorias, utopias, demagogias, sonhos. Foi este o feed-back às minhas palavras no meu post anterior, onde, como de costume, deixei-me contagiar, exagerei num discurso salpicado de alguns laivos quixotescos, como soi suceder de cada vez que o tema me diz tanto como a mudança, sabido é que nestas coisas vai sempre uma grande diferença entre o falar e o fazer. Não falei da mudança como algo radical, um corte abrupto com o passado. A mudança não tem de ser uma utopia. Assusta? Assusta deixar o colo materno para irmos para uma casa nossa, assusta começar uma vida nova, termos de lutar pela nossa independência, abdicar da nossa privacidade, dos nossos segredos, partilhar, mesmo quando é isso que mais desejamos? Desejo, vontade, são palavras fundamentais em contraponto com algo que nos é imposto. Não devemos alterar nada que não seja da nossa vontade, em que não acreditemos. Hoje não vou deitar lixo para a rua, hoje vou tentar sorrir mais e não me deixar contagiar pela má disposição dos outros, hoje... É isso que assusta, não a mudança em si, mas o hoje, a proximidade do teste da escola, do exame de condução, do casamento. A fuga à rotina assusta, claro. A mudança de hábitos é daquelas coisas que concordamos sempre como necessárias e perfeitamente possíveis, mas nunca tão urgentes ao ponto de não podermos adiá-las para um amanhã sempre adiado no rol das prioridades. Sim, amanhã - não hoje - vou deixar de fumar, amanhã vou lutar pelo que eu quero, amanhã vou levar os miúdos a passear, vou abrir o meu coração, amanhã... vou ser uma pessoa diferente, vou ser melhor, vou ser feliz..

8 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido
Sempre o amanhã...sempre o vamos fazer...vamos viver.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Fê-blue bird disse...

Meu amigo:
Um hino à mudança, à vontade, ao amor pela vida.
Nem imagina o quanto fico feliz por si, nem imagina o quanto desejo para os meus filhos esse medo de mudança.
Mude-se para o futuro,com a força do presente.
Felicidades muitas!

Beijinhos

Sus disse...

Miguel,
É bem verdade muitas vezes andamos sempre a adiar para amanhã o que desejamos, mas também chega uma hora que temos de o fazer... e quebrar a rotina é das melhores coisas, há que ver, olhar, parar se for preciso, voltar a caminhar no mesmo caminho ou noutro diferente, desde que isso corresponda ao que existe dentro de nós.
Beijos!

pink poison disse...

O problemas é sermos animais de hábitos!

Vitor disse...

O "Amanhã"...será melhor pela certa!...excelente texto.

Banda in barbar disse...

amanhã será sempre no outro dia

amanhãs que cantam só chegam amanhã

e o amanhã nunca chega


estamos sempre no hoje

e às vezes ficamos no ontem

Há.dias.assim disse...

Devemos pensar no amanhã mas sem esquecermos de viver o hoje...

pinguim disse...

Eu também desejo um amanhã melhor e quando falei de utopia referia-me essencialmente à mudança das mentalidades.