domingo, março 14, 2010

PORQUE HOJE É DOMINGO!...

"Conta a fábula que uma vez uma cobra começou a perseguir um vaga-lume. Assustado pela presença da perigosa predadora no seu encalço, o vaga-lume fugiu tão rapidamente quanto lhe era possível, mas a cobra não revelava sinais de poder desistir. Um dia, dois dias se passaram e o vaga-lume, cada vez mais vencido pelo cansaço, não conseguia despistar a cobra. Ao terceiro dia, o vaga-lume não aguentou mais e parou. Encarou a cobra e perguntou-lhe: - Posso fazer três perguntas?
-Não costumo abrir esse precedente para ninguém - respondeu a cobra -, mas já que te vou devorar, pode perguntar.
- Eu pertenço à sua cadeia alimentar?
- Não.
- Eu fiz-te algum mal?
- Não.
- Então porque queres devorar-me? - perguntou o vaga-lume, sem saber porque lhe perseguia a cobra.
- Porque não suporto ver-te brilhar."

Será que é impressão minha ou esta fábula é afinal tão real e tão actual nos nossos dias? Incapazes de brilhar, tantas vezes, as pessoas seguem a par e passo o sucesso dos outros, a inveja sempre na ponta das línguas viperinas das serpentes de duas pernas, mais preocupadas com a vida alheia do que atentas ao próprio umbigo. Não desistam nunca de procurar o brilho, um glamour especial para a vossa vida pessoal ou profissional, mas atenção às companhias, tantas as serpentes que se escondem por trás de uma mão estendida ou de uma palmadinha nas costas.

16 comentários:

Síndrome dos Trinta disse...

Há invejas saudáveis e aquelas aqui descritas... algumas parecem-me ser instintivas e incontroláveis, outras são realmente planeadas.

Fatucha disse...

Muito bem visto. Mas há que ter confiança sempre em nós mesmos e não temer invejas, seguir o nosso caminho, sem medos de brilhar...desde que o façamos sem vaidade, seremos mais fortes que os outros que nos queiram invejar. Boa semana!

Sonhadora disse...

Meu amigo
gostei do teu texto e infelizmente verdadeiro.

Beijinhos
Sonhadora

Eva Gonçalves disse...

A inveja é um dos grandes males da sociedade contemporânea. Não creio, como a comentadora acima, que haja invejas saudáveis... a inveja é em si mesma, sintoma de insegurança... e nunca é coisa boa. :)

Miguel, posso perguntar-te de onde conheces esta fábula... é que eu conhecia uma parecida mas o final é diferente e começo a ter dúvidas sobre a sua autoria. É uma fábula conhecida, esta? Beijinho e boa semana!

Lana disse...

é uma bela historia e bem verdadeira...as pessoas ou nos kerem piores ou ao mesmo nivel. nunca acima. enfim. =)

FlorAlpina disse...

Bom tema, bela fábula...
Há uma pessoa no meu círculo familiar que usa muito uma frase que eu classifico, e é a ser boazinha de "perigosa",quando cobiça algo meu, e por certo está loooonge do seu alcance, diz sempre: "até tenho inveja de ti, mas está descansada que é inveja da boa"...escusado será dizer que não fico muito descansada, pois para mim só há inveja, e não inveja boa e inveja má...
Agora vou desligar o pc que não o posso "devorar" e está a brilhar mais que eu...
Bjs dos Alpes...

Mariana marciana disse...

Eu já conhecia esta fábula.
Fiquei maravilhada a primeira vez que a ouvi pelo facto de ser tão simples e, simultaneamente, explorar a inveja de forma tão exaustiva...
Existirão sempre cobras que não suportam ver ninguém brilhar e, existirão sempre pessoas que não podem senão brilhar... está-lhes no sangue!
Que nunca queiramos brilhar com luz refelectida e que, ao brilhar com luz própria, nunca queramos ofuscar ninguém...

Isa GT disse...

Para além da inveja, por algum motivo se ouve mais "tu és igual a mim" do que "eu sou igual a ti" e depois, temos uma grande maioria que só se preocupa em querer ser igual aos seus superiores, nem que para isso, tenha que pisar os seus iguais"

Miguel disse...

Eva, realmente uma deliciosa fábula até por ser tão curta. Conhecia-a no mês passado por intermédio de um amigo como sugestão para uma postagem. Todavia desconheço o seu autor.

continuando assim... disse...

MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
lá no,
... continuando assim...


Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
talvez nem gostem da história...


Enfim...qualquer coisa, digam.
até logo

obrigada por seguirem
Bj
teresa

Fê-blue bird disse...

Costumo dizer que o brilho dos outros ilumina-me e o meu protege-me!
Um beijinho

JPD disse...

Olá Miguel

Em inesgotáveis adaptações,esta narrativa não abandona o quotidiano de milhares de pessoas.

Lamentável!

Um abraço

S* disse...

Hum... inveja saudável até é bom, motiva-nos a ser melhores. mas a má... uiii

Milhita disse...

Inveja é algo que sentimos e escondemos, parece mal a nossa natureza social. Olhar em volta e admirar algo, aspirar alcançar, faz parte de nós.
Por omitirmos, passamos a cobiçar, a desdenhar a sermos seres pequeninos e sem conteúdo.
Um abraço meu amigo, gostei da fábula, gosto de te visitar.

Dri Viaro disse...

Essa é otima!!

bjss

Sam Seaborn disse...

Um texto simples e absolutamente brilhante… reflectindo-se, e bem, na participação. Correndo o risco de me repetir, tenho uma opinião formada sobre o assunto e partilho da tua opinião. O problema talvez nem seja o do velho ditado da “galinha da minha vizinha ser sempre mais gorda que a minha”… o problema cada vez mais passa por se ignorar nossas vidas, não nos centrarmos em resolver os nosso problemas na busca, não do santo graal, mas da felicidade, dos momentos que fazem valer andar por este mundo. Passamos demasiado tempo a brincar ou divagar sobre o que os outros fazem com a vida deles, e depois quando obtêm “resultados” actuamos como a cobra…